06/11/2017

Jeitinho brasileiro: 6 coisas ilegais que você faz na internet e (talvez) ainda não sabia

Compartilhe:

A expressão é tão famosa que possui até mesmo um artigo na Wikipédia. Segundo o site, o “Jeitinho Brasileiro” refere-se de modo abrangente à maneira que o povo brasileiro teria de improvisar soluções para situações problemáticas. Dependendo do contexto, a expressão pode ser utilizada com conotação positiva (ligada à noção de criatividade) ou negativa (ligando-se então às noções de malandragem e corrupção). Os tempos atuais[caption id="attachment_1257" align="alignright" width="276"]"Zé Carioca", personagem de Walt Disney, retratando atitudes típicas do "jeitinho" "Zé Carioca", personagem de Walt Disney, retratando atitudes típicas do "jeitinho"[/caption]são de questionamento sobre os nossos valores, afinal, o cenário político atual encontra-se desolador, com uma denúncia de corrupção atrás da outra. E será que a gente tem feito a nossa parte ...? É bem possível que todos nós já tenhamos feito uma e outra atitude destas listadas abaixo, de forma consciente ou inconsciente, no melhor “jeitinho brasileiro” ou então sem saber que está cometendo uma atitude ilegal. Vamos conferir? 

  1. Downloads de vídeos

if_video_security_103792Existem algumas plataformas e extensões nos navegadores que realizam o download de vídeos no youtube e também de vídeos incorporados em sites de notícias, EAD, etc. Porém, os termos de uso dos sites não permitem a prática. O Youtube somente permite o download na plataforma paga (o Youtube Red). Portanto, o ideal é assistir online, com uma conexão de internet de qualidade para que o vídeo não fique “travando”. 

  1. Baixar fotos na internet

if_image_103588A grande maioria das fotos são protegidas por direitos autorais. Portanto, caso você precise para uso pessoal, não lucrativo, você pode aproveitar os bancos de imagens gratuitos na internet. Agora, se for pra uso comercial, o correto é adquirir uma foto nos sites específicos para isso.  

  1. Perfis “Fake”

if_user_full_103766É ilegal criar perfis falsos nas redes sociais. Nos casos mais graves, a conduta pode gerar um processo criminal, principalmente se você se apropriar da imagem de outra pessoa sem a devida autorização. A criação de um personagem fictício, é possível, no entanto, é necessário deixar isso bem claro no perfil da rede social ;)   

  1. Usar software “pirata”

if_computer_settings_103452Não são poucos os sites, canais de vídeo e tutoriais na internet que ensinam como burlar o número de série de softwares. O alto custo de muitos programas faz com que muitas pessoas buscassem a versão pirata, não pagando nada ao desenvolvedor do programa. No entanto, hoje, muitos desenvolvedores criaram versões mais em conta dos programas mais famosos, algumas até gratuitas para estudantes e profissionais da educação. A Adobe, proprietária do queridinho “Photoshop” e de muitos outros softwares, criou licenças online que dão acesso aos seus programas, com pagamentos mensais, que além de serem bem mais acessíveis que a antiga compra do programa físico, dão direito ao usuário sempre ter a versão mais atualizada do software, sem ter que comprar a licença física. E claro, existem vários softwares gratuitos, muitos servem de alternativa às versões pagas. 

  1. Curtir e compartilhar Notícias Falsas

if_news2_216293As notícias falsas, também conhecidas pelo termo em inglês “Fake News” são a grande praga da internet atualmente. Muita gente mal-intencionada cria notícias falsas com o objetivo de prejudicar alguém, obter acessos no site, etc. Depende de cada um observar com atenção e não passar adiante nada sem ter certeza da procedência correta do fato, até porque, já houveram registros de pessoas que foram condenadas por danos morais ao curtir uma notícia falsa (curtir ou compartilhar pode ser entendido pelas outras pessoas como se você estivesse concordando com o conteúdo). Portanto, é importante ter cuidado!!! 

  1. Usar a internet do vizinho (ou emprestar a sua)

if_wifi_415886O que parece uma “boa ação” na verdade é uma prática ilegal. Emprestar ou usar a internet alheia, além de prejudicar a sua velocidade de acesso, também é vetado pela ANATEL – Agência Nacional de Telecomunicações. Segundo a agência, somente as operadoras e provedores com licença tem autorização para distribuir sinal de internet.   Além destas, muitas outras práticas comuns na internet são consideradas ilegais. Você conhece mais alguma? Concorda com essas restrições? Deixe seu comentário! ;)

Compartilhe:

Verifique sua área de cobertura e assine agora!

Receba novidades e promoções exclusivas