25/03/2021

Lixo eletrônico: como descartar corretamente

Compartilhe:

Você já parou para pensar que os equipamentos eletrônicos parecem ter a vida-útil cada vez mais curta? Talvez, pelo grande volume de produção e necessidade de redução de custos, os materiais dos componentes utilizados nos eletrodomésticos e eletrônicos realmente não tenham a mesma durabilidade dos primeiros equipamentos eletroeletrônicos que tínhamos acesso. Mas muito além da questão da “durabilidade” dos materiais em si, está o avanço da tecnologia que proporciona lançamentos de novidades todos os meses. Em pouquíssimos anos, o celular de última geração adquirido já se torna ultrapassado. E assim, o intenso crescimento da fabricação de novos itens de tecnologia é acompanhado pelo aumento exponencial da quantidade de resíduos eletrônicos.

Todos os equipamentos eletroeletrônicos, ao estragarem e não terem mais possibilidade de reutilização, devem ser descartados corretamente. Incluem-se os equipamentos grandes, da chamada “linha branca”: geladeiras, freezers, máquinas de lavar, fogões, ar condicionados, micro-ondas, fornos elétricos, etc. Também são lixo eletrônico os pequenos equipamentos eletroportáteis, como torradeiras, liquidificadores, batedeiras, secadores de cabelo, câmeras digitais, rádio, etc. Todos os equipamentos de informática e telefonia: computadores, tablets, celulares, notebooks, impressoras – bem como, os cartuchos de tinta usados, devem também ser descartados corretamente. Por fim, as lâmpadas, pilhas, baterias, também fazem parte do rol de produtos que não deve ser descartada no lixo comum.

A principal orientação para diminuir o descarte deste tipo de equipamento é o consumo consciente: comprar ou trocar os equipamentos que forem realmente importantes e necessários. Ao substituir um equipamento que ainda tenha condições de uso, não descarte, doe para alguém que esteja precisando.

Quando o equipamento não possui mais condições de uso, a recomendação é encaminha-lo para destinação correta, e jamais descarta-lo no lixo comum. Consulte a fabricante ou a loja em que você comprou o equipamento, sobre programas de destinação.  Caso não consiga por estes canais a destinação correta, informe-se com a prefeitura da sua cidade: geralmente são mantidos programas municipais de destinação correta do lixo eletrônico com empresas especializadas em reciclagem.

O descarte incorreto do lixo eletrônico causa muitos danos ao meio ambiente e à saúde humana e animal. Estes equipamentos possuem metais pesados em sua composição, que precisam ser destinados da forma correta. Não desmonte dispositivos encaminhados para descarte para separação de peças, este serviço deve ser feito por empresas especializadas. Destine corretamente o lixo eletrônico e conecte-se com a preservação ambiental!

Compartilhe:

Verifique sua área de cobertura e assine agora!

Receba novidades e promoções exclusivas