22/04/2020

Como proteger seu WhatsApp contra a clonagem?

Compartilhe:

O WhatsApp, um dos principais aplicativos de troca de mensagens instantâneas, oferece aos seus usuários a verificação em duas etapas. O recurso faz com que o usuário tenha que criar um código de 6 dígitos para conseguir acessar sua conta e protege-la de acessos indevidos.
É importante que você fique atento a alguns aspectos da verificação em duas etapas. Você não pode esquecer a senha que você irá cadastrar na verificação de duas etapas (código PIN de 6 dígitos). Caso você tenha esquecido do seu PIN e não tiver cadastrado um endereço de e-mail para usar, não será possível verificar o número de celular do WhatsApp dentro do prazo de 1 semana desde o último acesso. Então, anote o número do PIN em algum lugar seguro e que somente você tenha acesso. Ok?
Se você se interessou por ativar a verificação em duas etapas (que é super recomendada), acompanhe o tutorial que preparamos a seguir:

Android:

1. Abra o menu do WhatsApp tocando no ícone de três pontos, no canto superior direito da tela.

2. Em seguida, toque em “Configurações”.

3. Depois, toque em “Conta”.

4. Você verá um novo menu. Nele, vá na opção “Verificação em duas etapas”.

5. Por fim, ative a verificação em duas etapas.

6. Na tela seguinte, será necessário escolher um PIN de seis dígitos.

7. Repita-o na próxima tela e, por fim, adicione um e-mail de segurança. 

IOS:

1. Abra o WhatsApp em seu iPhone e toque em “Ajustes” na barra inferior.

2. Em seguida, vá em “Conta”.

3. Você verá algumas opções. Selecione “Verificação em duas etapas”.

4. Toque em “Ativar” e, então, escolha um PIN de acesso. Depois, é preciso inserir um e-mail para emergências.

Outra importante dica para evitar a clonagem do seu celular é ficar muito atento à solicitação de “códigos” por ligação ou mensagem do texto. Funciona assim: os criminosos tentam cadastrar o seu WhatsApp, e no momento que o seu número é adicionado ao outro aparelho, você recebe um código de segurança no seu celular, enviado pelo WhatsApp. Aí, os criminosos entram em contato inventando alguma mentira para que você passe o código para eles: dizem que são da operadora do seu celular, que você está participando de um sorteio, atualizando um cadastro ou até mesmo utilizam o nome de órgãos oficiais, como o Ministério da Saúde. Aí, quando você repassa o código, os criminosos têm acesso ao seu WhatsApp e utilizam para fraudes, como por exemplo, se passar por você para pedir dinheiro para amigos e familiares. Por isso, jamais repasse qualquer código recebido!
Com estes cuidados, você consegue se manter longe dos criminosos da internet e proteger suas informações importantes ou então identificar caso tenha sido vítima de algum crime cibernético. Lembrando que é sempre melhor prevenir do que remediar, não é mesmo?
Fique ligado em nosso site e redes sociais para conferir mais dicas sobre tecnologia e segurança na internet!

Compartilhe:

Verifique sua área de cobertura e assine agora!

Receba novidades e promoções exclusivas
+Termos de uso